Marina And The Diamonds

Dia desses ouvi FROOT de Marina e resolvi ouvir as outras músicas dela. Percebi que já tinha ouvido várias músicas e desconhecia que eram de sua autoria. No dia do Lollapalooza eu assisti ao show dela pela televisão afinal, Marina né mores? Nas entrevistas com o público que rolaram antes do show, a apresentadora comentou que Marina sempre foi bem independente e que teve dificuldades para entrar na indústria da música por causa de sua independência e das suas músicas, que tratam de temas “incomuns”. Não é à toa que, numa entrevista, Marina disse que não queria ser uma superstar e até pensa em dar uma pausa na carreira, para tristeza de todos! =( Falando de suas inspirações para a Nylon Magazine, a cantora diz que “eram só mulheres com vozes alternativas que cantavam sobre temas e assuntos alternativos”. Acho que ela se inspirou muito bem não é mesmo? Em outra entrevista, ela conta que não se encaixava no modelo padrão de cantora, quando entrou para a música, não encontrava pessoas com quem se conectar. Isso mostra que, mesmo sob pressão dos padrões impostos, a cantora sempre foi fiel ao seu estilo, não quis mudar para satisfazer ninguém. Por isso, The Diamonds se refere à uma família imaginária que, agora, são seus fãs. Por causa desse histórico, resolvi escrever algo sobre Marina linda maravilhosa e destruidora. Me desculpem algum erro, estou pesquisando enquanto escrevo.

Marina Lambrini Diamandis nasceu no dia 10 de outubro de 1985 no País de Gales, descendente de gregos. Alcançou a fama ao ficar em segundo lugar no BBC Sound of 2010. Seu primeiro álbum The Family Jewels, foi lançado em 2010. Entre as diversas faixas do disco, I Am Not a Robot vem para dizer que ninguém é perfeito, somos todos vulneráveis. Hollywood, por sua vez, fala sobre o sonho de ser uma atriz hollywoodiana alta, bronzeada, gostosa e loura. Em Are You Satisfied?, Marina diz que todos seus problemas são seus e de mais ninguém e que cada um deve cuidar de sua vida. As principais faixas de Electra Heart, lançando em 2012, do meu ponto de vista, são Primadonna e How To Be a Heartbreacker. A primeira fala de uma garota que quer tudo para si e quer ser adorada e a segunda, lições para garotas conquistarem garotos e os deixarem aos seus pés. Em entrevista, Marina declarou que Electra Heart seria sobre sexualidade e feminismo. Podemos notar, nessas duas faixas, o protagonismo feminino ao tomar as rédeas da sua vida e ao comandar o relacionamento. FROOT foi lançando em 2015, todas as músicas foram escritas pela Marina e é muito álbum favorito. A faixa FROOT trata de uma uva que fica pendurada numa árvore esperando para ser colhida e que poderá apodrecer se isso não ocorrer. Podemos levar isso para nossa vida não é mesmo? Eu levo Savages muito para o lado pessoal porque ela me faz pensar bastante sobre a natureza humana. Marina escreve que guerra e assassinatos sempre existirão porque são características escondidas no nosso DNA. Saquem o peso dessa letra:

“Assassinatos sempre existirão

Assim como a guerra

É a sobrevivência do mais apto

Ricos contra pobres

No final do dia

É uma característica humana

Escondida bem no fundo do nosso DNA

 Um homem pode construir uma bomba

Outro, correr uma corrida

Para salvar a vida de alguém e se ferrar logo depois

Eu não sou a única que acha que é difícil entender

Eu não tenho medo de Deus

Eu tenho medo do homem…”

Enfim, escrevi apenas sobre minhas músicas preferidas para não me prolongar muito. Finalizo com um vídeo de Marina e indico infinitamente as músicas dela. Se liga nesse vozerão e nesse sotaque lindíssimo.

 

 

O artigo é de total responsabilidade da autora e não representa necessariamente a opinião do veículo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s