GAME  OF  THRONES  Se06xE06 Blood of my Blood

Blood of my Blood foi em geral um episódio bem tranqulo, sem muitas reviravoltas. Também pudera, acompanhar o ritmo do último episódio seria -massa, mas- quase impossível. Houve continuação em arcos importantes como o da Arya e Porto Real, mas a cena final foi com Dany foi a que levantou a galera.
A partir daqui~spoilers~

Nesta análise iremos quebrar um pouco a cronologia do episódio, visto que é precisa dar um “quebrada” entre as cenas para entendermos que algum tempo passou entre elas. Diante disto, as cenas envolvendo Bran, Porto Real e Sam serão analisadas de uma só vez.

O episódio inicia com a continuação do “Hold the Door” (Hodor 😥 ), Bran e Meera fugindo dos caminhantes brancos, até aí, “tudo bem”. Meera está com muito medo pois não vê perspectiva alguma de fuga ou salvação enquanto que Bran, desacordado, têm uma série de visões e para saber mais coisas sobre elas, basta clicar aqui.

Quando Bran “acorda”, os caminhantes brancos atacam e quem aparece? Um cavaleiro, que sabe como ferir os caminhantes e leva Meera e Bran para longe em um cavalo. Quem conhece os livros já estava se perguntando onde estava a figura do “mãos frias”, no desenrolar do episódio sabemos que quem salva os garotos foi Benjen Stark, sim, aquele tio que estava brincando de pique esconde desde a primeira temporada. Ele conta que seu desaparecimento está relacionado aos caminhantes brancos, que o encontraram numa expedição e um deles o apunhalou com a espada de gelo e o deixou parar morrer, mas as crianças da floresta fizeram com que ele não fosse transformando em Caminhante usando a obsidiana (vidro de dragão). A conversa fica interessante pois segundo Tio Benjen, Bran é o novo Corvo de Três Olhos e precisa aprender a controlar suas habilidades antes que o Rei da Noite encontre o Mundo dos Homens, e quando isso acontecer, Bran estará lá. Para salvar todo mundo? Quem sabe? Depois de Hodor eu não confio nesse garoto.

Finalmente Sam, o pequeno Sam e Gilly chegam nas terras de sua família, Tarly de Monte Chifre. Numa rápida apresentação, a mãe e a irmã, Talla, ficam bem felizes recepcionando bem o casal, mas quando o chefe da família Tarly e o irmão Dickon se encontram para jantar, é perceptível o medo de Sam. Tudo corria “bem” até o pai falar que a patrulha não lhe transformou, Gilly o confrontou e contou-lhe todos os feitos de Sam até alí, foi quando deixou escapar parte de sua origem selvagem e sua presença na casa não foi mais bem vinda. É quando Sam resolve ir para a Cidadela levando ela, o bebê e a espada Veneno do Coração. A espada é símbolo da família há mais de 500 anos e por questões hereditárias, passaria para o primogênito da família, Sam, mas como ele não está “apto”, ficaria pro irmão. Foi bom ver Sam confrontar o pai dessa forma, pois possivelmente ele irá atrás da espada e podemos esperar Sam enfrentá-lo, e se não o fizer, tem a Gilly! E será que a Gilly ficaria melhor trabalhando na cozinha de Monte Chifre do que ir com Sam? Me parece que, muitas vezes, na tentativa de querer o melhor pra ela, Sam acaba esquecendo de sua felicidade. Bom, o melhor de tudo é que eles continuarão juntos.

capture-20160624-194242.png

Em Porto Real, Tommem continua se deixando levar pelo Alto Pardal e agora por Margaery que finge (pelo amor de Odin, dá pra ver que é fingimento) estar restaurada pela mãe (a deusa). Parece que cada vez mais a caminhada da penitência tornar-se uma opção real da Rainha, que acha passar pelas ruas de forma diferente de Cersei, mesmo sabendo que todo seu amor pelos pobres não passou de teatro para conquistar a “confiança” do povo.

Arya assiste mais uma cena da companhia de teatro, agora, ela sabe o que aconteceu com Joffrey. Gosto dos teatros pois eles contam a partir da visão do povo o que acontece com os grandes protagonistas da História. Arya ficou impactada como retrataram a morte de seu pai, mas com Joffrey ela se diverte, afinal, um nome foi tirado da lista. Continuando com sua missão, a menina põe veneno no licor de Lady Crane mas arrepende-se, talvez pela conversa com a pessoa que é o alvo da morte, ou porque ela nunca matou por matar  e isto tenha pesado. O que importa é que agora a menina corre perigo pois contou o plano da outra atriz em matar-lhe Lady Crane e Waif, estava lá para garantir que Arya cumprisse a missão. Após sair do teatro, Arya vai até o local que escondeu Agulha e novamente, vemos a menina com o melhor presente que Jon poderia ter lhe oferecido.

capture-20160624-182556.png

Waif vai até o templo do Deus de Muitas Faces e tem a permissão de Jaqen H’ghar em matar Arya, e é aí que eu me perdi. Arya não era oficialmente uma ninguém, então por qual motivo deveria ser morta se ela não revelou nada do Deus? E por que Waif quer tanto ver a desgraça de Arya? Talvez seja porque, na cabeça dela, Arya é uma nobre e teria uma boa vida, mesmo com todos os infortúnios que a família passou, e segundo Waif, nenhum nobre tornou-se um ninguém. Mas se tornar ninguém afasta todos os sentimentos de humanidade e tudo o mais, Arya realmente quis isso? E melhor, será que Waif conseguiu esse feito? Tudo gira em torno de uma briga daquelas, faz tempo que não vemos Arya em ação e a luta com Waif todos esperávamos, até elas mesmo. Arya sabe do que fez, resgata agulha e espera a hora, talvez de fugir ou de enfrentar a irmandade.

Voltando a Porto Real e a esperada batalha entre Lannisters, Tyrell e a fé: não teve, né? Fiquei bem decepcionada, confesso. Sabia que Margaery não iria caminhar, mas também não esperava que Tommen fosse tão banana. Quando o Alto Pardal finge ter perdido o controle da situação, visto que Jaime e Tyrells estão a postos, ele dá o golpe final: Fé e Coroa unidos para governar o reino. A cara deles foi o que mais me representou:

capture-20160624-184307.png

capture-20160624-184410
Cara de ihhhh, ferrou. Má que merda, hein?

Resumindo: o Alto Pardal tá mandando em Porto Real porque Tommen não manda em nada, não é mesmo? Isso reflete na atitude de Jaime em confrontar a união, ele acaba perdendo o comando da Guarda Real e é mandando servir o Rei nas Terras Fluviais, em Correrrio. Como disse em rewiews passados, no livro Jaime anda bem distante de Cersei. Queria ver essa separação na série também mas acho bem difícil pois cada vez mais Jaime sente a vontade de ficar com a amada, visto tudo que ela passou e ainda pode passar (com o julgamento) e o amor que eles sentem. Por mais que a vontade de acabar com a Fé seja alta, a vingança dos dois em cima de todos que “acabaram” com a glória de sua casa e de estarem juntos, ainda é o que lhes move, “Somos só nós dois no mundo”.

Falando em Correrrio, foi bom saber de algo diferente sobre as casas envolvidas no Jogo tempos atrás. Na sequência do episódio vemos Walder Frey, aquele infame do casamento vermelho. Ele descobre que Peixe Negro retoma Correrrio de seus filhos, auxiliado pelos Blackwood e Mallisters, que se rebelaram contra a casa. Enquanto o velho Frey ordena que tomem o de volta o poder do Castelo Tully, voltamos a ver um rosto conhecido, Edmure Tully. Para Walder, a certeza de que Edmure está vivo fará com que Black Fish amoleça, eu acho bem difícil.

Finalizando temos Daenerys Stormborn fazendo uma cena curta e significativa. Ela realmente precisava saber se o khalasar estava com ela, o que me incomodou/incomoda são as cenas com Drogon que ainda não me convenceram. Ela nomeou todos como seus irmãos de sangue e temos a certeza: ela quer conquistar Westeros de qualquer forma. Ela precisa de uma coisa para isto, navios; coincidência Yara estar indo encontrá-la? Eu acho que não…

 

capture-20160624-194101.png

Como disse no início da análise, foi um episódio tranquilo, agora sabemos que foi porque não houve a batalha em Porto Real. Vamos esperar os próximos episódios e o desenrolar da história, em especial o arco envolvendo Sansa e Jon, que provavelmente estão recrutando homens para a batalha contra Ramsey.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s